Auxílio Brasil BLOQUEADO

Tá com o Auxílio Brasil BLOQUEADO? Veja como recuperar seu benefício

O Auxílio Brasil é um benefício que ajuda milhares de pessoas no país, mas alguns fatores podem levar a um bloqueio e as famílias ficam sem o dinheiro que precisam no dia a dia. Confira abaixo os motivos que podem levar ao bloqueio da ajuda e como corrigi-lo!

Fatores que levam o bloqueamento

É importante começar por identificar os motivos que levaram ao bloqueio da ajuda. Os principais motivos são dados desatualizados no Cadastro Único (CadÚnico) bem como o não atendimento de alguns requisitos básicos.

Confira abaixo os motivos que podem levar o bloqueamento do Auxílio:

  • Cadúnico desatualizado;
  • O não cumprimento dos pré requisitos para continuar no programa;
  • A situação educacional não é respeitada, ou seja, se não for respeitada a frequência mínima de 75% da carga horária mensal dos beneficiários de 6 a 17 anos;
  • A situação de saúde também é levada em consideração. Se a beneficiária estiver grávida e não tiver pré-natal, o benefício poderá ser bloqueado, e se o calendário de vacinação das demais beneficiárias estiver desatualizado, o auxílio é suspenso.

O que fazer se o benefício foi suspenso?

Primeiramente, você deve observar a situação do benefício para saber se está bloqueado ou não. Isso pode ser verificado digitalmente no aplicativo Auxílio Brasil ou pessoalmente no CRAS.

Se seu beneficio estiver bloqueado, você precisa fazer o seguinte:

  • O representante da família deve ir ao posto de atendimento do CRAS, essa é a única forma de desbloquear;
  • Precisa ter em posse algum documento de identificação com foto, como RH e CNH, e também o CPF, ou Título de Eleitor, e comprovante de residência;
  • Não pode se esquecer de levar os documentos dos demais membros da família, incluindo os menores de idade
  • Comprovante de matrícula das crianças e adolescentes (se houver no grupo familiar)

Após o envio dos documentos, o Ministério da Cidadania e a Dataprev verificarão se os dados correspondem, e a família passará por uma nova análise. O tempo de desbloqueio dado por esses órgãos é de até 30 dias.

Vale lembrar que, caso a família não cumpra as exigências do governo, o benefício poderá ser recusado por um período de até 2 meses.

%d blogueiros gostam disto: