Tabela de pagamento do Bolsa Família é liberada pelo governo – Veja como consultar

Tabela de pagamento do Bolsa Família

Depois que Lula da Silva se tornou presidente do Brasil novamente, o principal programa de transferência de renda do país foi renomeado para Bolsa Família.

Qualquer participante do Bolsa Família pode consultar o benefício pelos canais oficiais disponibilizados pelo governo. Também é importante lembrar que o valor oficial do programa nunca mudou; ficou em R$ 600.

Como consultar o Auxílio Brasil?

O beneficiário pode utilizar o aplicativo Auxílio Brasil, para consultar o Bolsa Família que ainda não mudou de nome, e seguir os passos abaixo:

  • Acessar o aplicativo Auxílio Brasil (disponível para Android e iOS);
  • Informar o CPF;
  • Informar sua senha.
  • Na tela inicial, clicar em “Consulta de Valores”;
  • Caso haja pagamentos a serem depositados, significa que você foi aceito no programa social.

Alternativamente, você pode verificar sua elegibilidade para benefícios ligando para o Centro de Relacionamento com o Departamento de Cidadania no número 121. Alternativamente, pode-se utilizar o telefone 111 da Caixa Econômica Federal.

Calendário Bolsa Família – Janeiro

Em conclusão, as transferências do Bolsa Família são feitas com base no último dígito do número de registro social (NIS) do beneficiário; veja:

Último dígito do NIS Data do Pagamento
1 18 de janeiro
2 19 de janeiro
3 20 de janeiro
4 23 de janeiro
5 24 de janeiro
6 25 de janeiro
7 26 de janeiro
8 27 de janeiro
9 30 de janeiro
0 31 de janeiro
Fonte: Ministério do Desenvolvimento Social

Quem tem direito ao Bolsa Família?

Em suma, o Auxílio Brasil beneficia famílias extremamente pobres (renda domiciliar per capita de até R$ 105,00 mensais). Também há famílias pobres (renda familiar mensal per capita entre R$ 105,01 e R$ 210,00) desde que seus membros incluam gestantes ou menores de 21 anos.

Bolsa Família fixo terá aumento de R$ 200 com o fim do Auxílio Brasil

O Bolsa Família é planejado pelo Ministério do Desenvolvimento e tem previsão de entrar em vigor em março deste ano. A expectativa é que o governo ofereça a seus beneficiários um benefício de R$ 600, R$ 200 a mais do que o Auxílio Brasil.

Enquanto os beneficiários recebem R$ 600, vale lembrar que R$ 200 são referentes à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) aprovada em julho pelo Congresso Nacional. Intitulada por muitos como PEC Kamikaze, a proposta tinha garantia de crescimento e geração de benefícios.

Auxílio Brasil em 2023

O orçamento submetido pelo governo Bolsonaro à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) prevê que o Auxílio Brasil voltará a pagar seus beneficiários em parcelas de 400 reais. Isso porque a PEC Kamikaze só garante benefícios até dezembro de 2022.

A equipe de transição começou a trabalhar em uma PEC para abrir espaço para tetos de gastos em programas sociais. Com a aprovação da PEC transitória em dezembro passado, o governo conseguiu continuar pagando benefícios como o Auxílio Brasil e 200 reais em parcelas adicionais.

Com isso, Lula assinou uma medida provisória (MP) garantindo uma parcela adicional de 200 reais da ajuda brasileira até abril. O parlamentar garantiu que os beneficiários continuarão recebendo R$ 600 parcelados até que o Bolsa Família seja instituído.

O novo Bolsa Família

Um novo programa social de transferência de renda está sendo criado. A expectativa é que o esquema garanta a todos os beneficiários uma parcela fixa de R$ 600. R$ 150 serão destinados apenas para famílias com filhos menores de seis anos.

Vale ressaltar, porém, que embora a lei do novo programa não tenha sido aprovada, não é possível dizer quais critérios e regras serão atribuídos ao Bolsa Família. A única coisa que se pode dizer é que o público-alvo do programa social são as famílias de grupos socioeconômicos desfavorecidos.

%d blogueiros gostam disto: