Auxílio emergencial não será prorrogado

URGENTE! Auxílio emergencial terá pagamentos a partir do dia 6 de abril

Confirmado! O governo federal anunciou na manhã desta quarta-feira, 31 de março, que o atendimento emergencial começará na próxima semana.

O pagamento será feito em mais quatro parcelas, e o valor depende dos dados pessoais de cada beneficiário. O valor médio é de R $ 250, mas dependendo da composição de cada família pode variar de R $ 150 a R $ 375.

O ministro da Cidadania, João Roma, revelou que o pagamento do auxílio emergencial vai começar no dia 06 de abril.

“Iniciaremos no dia 6 de abril o pagamento do auxílio emergencial 2021. Esse auxílio emergencial, no valor de R$ 44 bilhões, servirá para quatro parcelas no ano de 2021, que será direcionado para o brasileiro vulnerável, para quem está passando dificuldade”, disse o ministro.

Segundo Roma, as pessoas que vão receber os benefícios já estão cadastradas no sistema de governo.

“Aqueles que estavam aptos no mês de dezembro permanecem para receber o auxílio”, disse Roma.

Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa, os primeiros pagamentos serão efectuados através de depósitos para evitar aglomerações. Após algumas semanas, seu pagamento estará disponível. Portanto, a estratégia é a mesma adotada para os pagamentos efetuados em 2020.

Auxílio emergencial em 2021

Nada menos que duas medidas provisórias permitirão que o orçamento chegue a 44 bilhões de reais em 2021, o que permitirá que cerca de 40 milhões de brasileiros recebam o auxilio.

Para quem recebe bolsa-família, o governo federal divulga todas as datas aos beneficiários. Portanto, o primeiro pagamento será confirmado no dia 16 de abril, e sempre será feito nos últimos dez dias úteis de cada mês de acordo com o cronograma de benefício estabelecido da forma tradicional.

Calendários definidos

Na semana passada, o presidente da Caixa garantiu que já foi definido o cronograma oficial de pagamento da nova rodada de benefícios para todas as datas.

Em entrevista para explicar o lucro do banco de R $ 13,169 bilhões em 2020, o CEO da Caixa informou que o banco está mais equipado tecnologicamente para fazer novos pagamentos nas agências e por meio do aplicativo Caixa Tem.

“Do ponto de vista técnico, estamos preparados desde 2020, fazendo esse equilíbrio entre o pagamento nas agências e no digital, tendo como objetivo básico ajudar as pessoas a receber os recursos e evitar aglomeração”, disse Guimarães.

Quem não tem direito ao auxílio emergencial em 2021?

De acordo com o Governo, os pagamentos em 2021 não será realizados para:

  • Quem pertence à família com renda superior a três salários mínimos (R$ 3.300,00) ou cuja renda mensal por pessoa da família seja maior que meio salário mínimo (R$ 550);
  • Quem possui emprego formal;
  • Está recebendo seguro-desemprego;
  • Está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, excluindo o Bolsa Família;
  • Recebeu rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70 no ano anterior, conforme declaração do Imposto de Renda.

Para quem será pago?

De acordo com a nova regulamentação dos parlamentares, o auxílio será pago apenas às famílias cuja renda total não ultrapasse três salários mínimos mensais (R $ 3.300), e cada uma ganhe menos da metade do salário mínimo (R $ 550). )

Segundo a União, o benefício deve chegar a 45,6 milhões de famílias. Para quem está inscrito no Bolsa Família, seu pagamento será o maior entre os dois benefícios.

A medida também esclareceu que o novo auxílio terá cerca de 45 milhões de beneficiários, incluindo:

  • Bolsa Família: 10,6 milhões;
  • Inscritos no Cadastro Único: 6,3 milhões;
  • Inscritos pelo site/app do programa: 28,6 milhões de pessoas.

Veja Mais: Assista aqui como atualizar o Caixa Tem e receber o Auxilio emergencial 2021

%d blogueiros gostam disto: