Veja como evitar golpes com promessas de 14º salário do INSS

Fraudes envolvendo benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão se tornando mais comuns. A maioria deles envolve a promessa de aposentadoria rápida ou pagamentos de pensão e podem fazer com que os segurados coloquem suas informações pessoais em risco.

Um golpe muito comum é o 14º salário, no qual os golpistas prometem emitir cotas adicionais rapidamente no YouTube. A proposta existe, mas ainda não foi aprovada pelo Congresso. Há até relatos de planos semelhantes no rádio, como a “Aposentadoria Imediata”, uma farsa em que os criminosos oferecem as chamadas pensões para quem nunca pagou a previdência social.

Prova de vida em domicílio para alguns casos é liberada pelo o INSS

Já os beneficiários do INSS com dificuldade de locomoção ou maiores de 80 anos contam com facilidades. A pro

Os golpistas até usaram personagens de TV para fazer montagens para tornar o golpe mais real. As fotos foram utilizadas sem a autorização da celebridade e acompanhadas de frases como “INSS falhou” e “dinheiro na conta”.

“Essas propagandas visam a atrair pessoas de boa índole e com pouca informação, que acabam caindo na lábia dos fraudadores”, explicou o advogado Guilherme Portanova.

Os criminosos têm informações sobre os segurados e podem solicitar empréstimos, sacar cartões de crédito e assumir dívidas enormes em nome da vítima.

Como evitar golpes

A maneira mais fácil de evitar ser vítima desse tipo de golpe é entender a situação. No caso da aposentadoria não contributiva mencionada acima, o único benefício existente é o benefício contínuo em dinheiro (BPC / Loas), que é pago a idosos de baixa renda com mais de 65 anos.

Para se inscrever no BPC, você precisa seguir as regras e entrar em contato com o INSS. Essa regra vale para todo e qualquer interesse do instituto: comunicar-se pelos canais oficiais e nunca fornecer dados por telefone ou links de internet.

Confira outras dicas para não cair um esquemas criminosos:

  • Acesse o site ou aplicativo Meu INSS ou ligue para o telefone 135 para atualizar seus dados de contato (telefone, e-mail e endereço);
  • Jamais informe dados ou envie fotos por ligação ou WhatsApp;
  • Bloqueie números de pessoas que se passam pelo INSS solicitando informações pessoais;
  • Contrate um advogado de confiança caso queira com um pedido de revisão de benefício;
  • Procure referências antes de pagar taxas para de filiação a associações que prometem defender os direitos dos aposentados;
  • Entre em contato somente pelos canais oficiais de atendimento em caso de dúvidas sobre benefícios do INSS (site ou aplicativo Meu INSS, telefone 135 ou agência da Previdência Social).

Leia mais sobre Auxílio-inclusão: benefício vai pagar R$ 550 – Veja quem vai receber

%d blogueiros gostam disto: