Pular para o conteúdo

Veja como usar o Bolsa Família para Pagar na maquininha, fazer PIX e até recarga de crédito

Bolsa Família

O Bolsa Família, em vigor há 18 anos, é frequentemente apontado pelo governo como um programa crucial para a erradicação da fome no Brasil. No entanto, com o lançamento do novo modelo, o Auxílio Brasil, pretende-se promover ainda mais justiça social.

Ao contrário do programa anterior, o Auxílio Brasil levará em consideração a composição familiar ao determinar o valor mensal a ser recebido pelas famílias.

Essa abordagem busca proporcionar uma distribuição mais equitativa dos recursos, garantindo que os valores sejam adequadamente ajustados às necessidades e às realidades de cada família.

Com essa medida, espera-se fortalecer ainda mais a eficácia do programa, assegurando que ele cumpra seu propósito fundamental de aliviar a pobreza e melhorar as condições de vida das famílias brasileiras.

Flexibilidade de Pagamento: Beneficiários do Bolsa Família podem antecipar movimentação de valores pelo app Caixa Tem

Reescrita: O benefício do Bolsa Família segue um calendário de pagamentos estabelecido pelo governo, levando em consideração o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do responsável familiar.

Em geral, os depósitos são realizados apenas em dias úteis, exceto quando a data prevista para pagamento ocorre em uma segunda-feira.

Nesses casos, os beneficiários desse NIS têm a possibilidade de movimentar os valores pelo aplicativo Caixa Tem já no sábado anterior à data programada.

Por meio desse aplicativo, é possível efetuar pagamentos, sacar o dinheiro sem a necessidade do cartão do benefício e realizar transferências, inclusive por meio do Pix.

Essa flexibilidade proporciona mais conveniência e agilidade aos beneficiários, permitindo que tenham acesso antecipado aos recursos disponíveis.

Maximizando o uso do Bolsa Família: Acesso e movimentação fácil através do app Caixa Tem

Acesso completo às funcionalidades financeiras: Siga o passo a passo e instale o aplicativo para realizar transações via Pix, recargas de celular, contratação de seguros, poupança, pagamento de contas e boletos, compras na maquininha, empréstimos e até mesmo sacar o benefício sem o uso do cartão.

Para desfrutar de todas as vantagens financeiras, como enviar e receber dinheiro via Pix, efetuar recargas de celular, contratar seguros, poupar, pagar contas e boletos, fazer transações em maquininhas, solicitar empréstimos e até mesmo realizar saques do benefício sem a necessidade do cartão, siga o passo a passo e instale o aplicativo necessário.

Com essa ferramenta, você terá acesso completo a uma ampla gama de serviços financeiros, proporcionando maior praticidade e facilidade em suas transações cotidianas.

  1. Baixe o app acessando a Play Store ou a Apple Store;
  2. Acesse através do seu CPF e uma senha numérica, que você terá que cadastrar apenas na primeira vez que usar;
  3. Confirme o seu celular através do código na mensagem SMS para confirmar sua identificação. É simples, informe o número do seu celular e depois digite o código recebido no aplicativo Caixa Tem;
  4. Agora, basta acessar o app e clicar no serviço que quiser.

Para se inscrever no Bolsa Família em 2023, siga os seguintes passos:

  1. Verifique se você atende aos critérios de elegibilidade: o programa é direcionado a famílias de baixa renda, com renda mensal per capita de até R$ 218,00, e que tenham em sua composição gestantes, lactantes, crianças ou adolescentes.
  2. Procure o setor responsável pelo programa social em seu município. Geralmente, a inscrição é feita no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo da sua residência. Consulte a prefeitura da sua cidade para obter informações sobre o local e horário de atendimento.
  3. Ao se dirigir ao CRAS, leve consigo os documentos necessários, que podem variar de acordo com o seu caso específico. Geralmente, são exigidos os seguintes documentos: CPF ou documento de identificação com foto, título de eleitor, comprovante de residência e comprovante de renda dos membros da família.
  4. No CRAS, você será orientado sobre o preenchimento do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), que é o cadastro necessário para participar do Bolsa Família. Forneça todas as informações solicitadas de forma precisa e verídica.
  5. Após a realização do cadastro, aguarde a análise dos dados fornecidos. Os órgãos responsáveis farão a avaliação para verificar se você atende aos critérios de elegibilidade. Caso seja aprovado, você receberá um número de identificação social (NIS) e será incluído no programa.

É importante destacar que o processo de inscrição pode variar de acordo com as políticas e procedimentos adotados em cada município.

Portanto, é recomendado entrar em contato com o CRAS local para obter informações precisas sobre a inscrição no Bolsa Família em sua região.