consignado do Auxílio Brasil

Veja qual Banco tem a maior taxa de juros ofertando o consignado do Auxílio Brasil

Desde o início da semana, 12 empresas foram autorizadas pelo Ministério da Cidadania a conceder empréstimo  para famílias beneficiárias do Programa Auxílio Brasil, sendo que uma delas, o Banco Pan, oferece empréstimos com as maiores taxas de juros.

Sabendo que o crédito pode representar um risco significativo de perda para a empresa por inadimplência, o Banco Pan se pré-cadastrou com beneficiários cuja taxa de juros do empréstimo simulado é superior aos 3,5% regulatórios e chegou a um acordo para considerar o cancelamento do empréstimo no entanto, devido à pressão dos correspondentes e ao risco de prejudicar sua imagem, o Banco Pan decidiu analisar os cadastros e só dar crédito aos que não estão negativos se:

  • O Banco Pan oferece R$2.403,02;
  • Taxa de juros de 3,5% ao mês, a maior entre as empresas que estão trabalhando com o consignado;
  • Pagamento em 24 vezes de R$160.

Portanto, para as empresas como Caixa e Meu Tudo que atualmente oferecem o empréstimo do Auxílio Brasil, o Banco Pan oferece o valor mínimo e cobra a taxa de juros máxima, que é o limite superior dos encargos permitidos, portanto, é necessário esclarecer aos beneficiários , mesmo que sejam pré-cadastrados, desde que Não tenham sido firmados novos contratos, podendo também cancelar seus negócios com o Banco Pan e procurar outros bancos se desejarem.

Empréstimo consignado do Auxílio Brasil no Banco Pan

Os clientes pré-cadastrados no Banco Pan tiveram que passar por uma análise de crédito, o que não estava previsto antes, enquanto os clientes aprovados começaram a receber mensagens na semana passada de que os contratos começariam a ser enviados nesta semana. Os valores devem ser liberados neste final de semana ou no início da próxima semana.

A Pan também informou recentemente que não receberá novas propostas de empréstimo, mas continua a aprovar aquelas que não são negativas, apenas fecha negócios com clientes que a empresa acredita que não correrão risco de inadimplência, e informou a outros clientes que podem solicitar o consignado a outras instituições financeiras como a Caixa.

Empréstimo consignado do Auxílio Brasil

De acordo com a Portaria n.º 816 do Ministério da Cidadania, fica estipulado que os beneficiários poderão obter as informações necessárias à celebração de contrato com as empresas através do extrato de pagamento do benefício obtido no momento do pagamento da mensalidade ou consultando o app Auxílio Brasil.

Também foi especificado que o número máximo de parcelas será de 24 (vinte e quatro) por mês e as parcelas subsequentes, ou seja, as taxas serão aplicadas todos os meses até que o empréstimo seja totalmente quitado, não sendo possível “PULAR” parcelas a qualquer momento.

Outro ponto importante diz respeito à taxa de juros, que não pode ser superior a 3,5% ao mês, deixando o Auxílio Brasil com uma taxa de juros semelhante à cobrada dos aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Valor do consignado do Auxílio Brasil

De acordo com o Ministério da Cidadania, os R$ 600 que o Auxílio Brasil paga atualmente não serão levados em conta na hora de fazer um empréstimo, já que outros R$ 200 são provisórios e só serão pagos nos cinco meses previstos para terminar em dezembro.

Assim, será possível sacar no máximo 40% do valor de R$ 400, que é o valor mínimo recebido pelas famílias, percentual equivalente a R$ 160, comprometendo-se a pagar uma parcela mensal de R$ 160, o beneficiário poderá tomar empréstimos de até R$ 2.500, com taxa de juros de 3,5% ao mês, equivalente a 51,11% ao ano, valores que podem variar de banco para banco.

Porém, após o desconto, restarão apenas R$ 240 a serem recebidos para as famílias, e por conta desse valor reduzido após os descontos na folha de pagamento do Auxílio Brasil, muitos especialistas estão alertando os beneficiários que eles precisam fazer um planejamento antes do empréstimo. porque há um alto risco de ficar endividado, pois a dívida pertence ao beneficiário mesmo que ele não receba mais o benefício.

%d blogueiros gostam disto: