contribuição do INSS

Veja quanto você vai pagar de contribuição do INSS em 2022

As contribuições ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aumentaram 10,18%, resultando em alterações em todo o cronograma de contribuições. O valor ajustado é válido para o próximo mês.

Após a aprovação da reforma previdenciária, em novembro de 2019, a forma de cálculo do desconto do INSS passou a ser progressiva. Ou seja, eles se aplicam a todas as faixas salariais de um indivíduo, até um teto, como imposto de renda.

Com base na definição do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (INPC) 2022 de 10,18%, a nova alíquota do INSS para empregados, empregados domésticos e trabalhadores independentes, que entrou em vigor este ano, deve ser de 7,5% para quem recebe o piso R$ 1.212; recebeu R$ $ 1.212,01 a 2.427,79 reais foi de 9%. Quem recebeu de 2.427,80 reais a 3.641,69 reais pagará 12%. A alíquota máxima é de 14% para quem ganha entre R$ 3.641,70 e R$ 7.088,50.

Para contribuintes opcionais e MEI, as contribuições também foram reajustadas, portanto, os segurados que realizam pagamentos por meio de manuais ou orientações publicadas no site do INSS devem estar atentos.

Ressalta-se que o mês de janeiro é realizado com competência de 2021, portanto ainda neste mês o valor se mantém com base no salário mínimo do ano passado.

A contagem de dezembro deve ser paga até 15 de janeiro, se não for dia útil, a exceção é para MEI, cujo prazo de pagamento do prêmio é 20. Para MEI, a contribuição referente a 5% do salário mínimo: R$ 60,60.

Alíquotas

Para contribuinte individual

  • Contribuinte Individual de 20% (Código GPS 1007) — R$ 242,40
  • Contribuinte Individual de 11% (Código GPS 1163) — R$ 133,32

Para contribuinte facultativo

  • Contribuinte Facultativo de 20% (Código GPS 1406) — R$ 242,40
  • Contribuinte Facultativo de 11% (Código GPS 1473) — R$ 133,32
  • Contribuinte Facultativo Baixa Renda de 5% (1929) — R$ 60,60

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: