×

Risco iminente: 4,3 milhões podem perder benefícios do INSS devido a esta razão crucial

INSS Aposentadoria

Risco iminente: 4,3 milhões podem perder benefícios do INSS devido a esta razão crucial

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está convocando mais de 4,3 milhões de beneficiários nascidos entre janeiro e março para realizarem a prova de vida anual.

Essa convocação abrange pessoas que a autarquia previdenciária não conseguiu localizar em suas bases de dados.

Risco iminente: 4,3 milhões podem perder benefícios do INSS devido a esta razão crucial

INSS

Os segurados serão notificados por meio do aplicativo Meu INSS, da Central 135 e/ou através de notificação bancária, informando sobre a necessidade de realizar a prova de vida.

Segundo o INSS, mais de 3 milhões de cidadãos nascidos em janeiro e fevereiro já receberam essa convocação.

No dia 1º de fevereiro, foi a vez de 1,2 milhão de beneficiários que fazem aniversário em março e que estão há mais de 12 meses sem realizar a prova de vida receberem a notificação.

Os segurados que a receberam devem procurar o Meu INSS ou o banco onde recebem o benefício para realizar a comprovação.

Caso a prova de vida não seja realizada, o pagamento do benefício poderá ser bloqueado. Durante o período, o segurado pode realizar a prova de vida no aplicativo ou no site Meu INSS, na rede bancária ou comparecendo pessoalmente a uma agência do INSS.

Os comprovantes aceitos para a realização da prova de vida incluem o acesso ao aplicativo Meu INSS ou outros aplicativos com certificação e controle de acesso, atendimento em

Agência da Previdência Social, recebimento do pagamento de benefício com biometria, realização de empréstimo consignado com biometria, atualizações no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e a realização da prova de vida presencialmente em agências bancárias e unidades do INSS.

Segundo o INSS, “quando o total de ações ao longo do ano registradas nas bases de dados parceiras for suficiente, o sistema considerará a prova de vida realizada, garantindo a manutenção do benefício até o próximo ciclo”.

É importante destacar que o INSS tem 10 meses para comprovar a vida do beneficiário a partir da data de seu aniversário.

Se não for possível fazer essa comprovação por meio do cruzamento de informações, o segurado terá mais 60 dias para fazê-lo.

Em relação à forma como era realizada a prova de vida do INSS, anteriormente, a renovação de senhas ocorria anualmente nas instituições financeiras pagadoras de benefícios, de forma presencial, com apresentação de documento de identificação com foto a um funcionário ou por meio de biometria nos terminais de autoatendimento.

No entanto, desde 2020, os segurados do INSS também podem realizar a prova de vida por biometria facial, utilizando a câmera de seus celulares através do aplicativo Meu INSS.

Para os servidores públicos federais inativos e pensionistas da União, a prova de vida só pode ser feita através dos aplicativos sougov.br e gov.br ou na agência bancária onde o pagamento é realizado, devendo ser realizada no mês de aniversário do servidor ou beneficiário.

Entre para o nosso grupo no facebook! MEU INSS