Antecipação de 13º de beneficiários do INSS 2021 é confirmado pelo governo federal

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que os aposentados e aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberão o 13º salário pelo segundo ano consecutivo. O ministro disse que esta medida só será tomada após a aprovação do Orçamento Geral da União deste ano.

“O abono salarial já foi antecipado. Agora, assim que aprovar o orçamento, vai ser antecipado o décimo terceiro justamente dos mais frágeis, dos mais idosos, como fizemos da outra vez”, disse o ministro.

No ano passado, os beneficiários do INSS receberam o décimo terceiro no mês de abril como medida para ajudar a população mais afetada pela pandemia do COVID-19.

O ministro emitiu nota após reunião com o deputado Daniel Freitas (PSL-SC), relator da proposta de emenda à Constituição Extraordinária (PEC), na Câmara dos Deputados.

O texto aprovado ontem (5) em segundo turno pelo Senado foi encaminhado à Câmara, onde deve ser votado na próxima semana.

A Guedes anunciou ainda que pretende retomar o programa de suspensão de contratos e redução da jornada de trabalho (com redução salarial proporcional) que vigorou no ano passado.

O Benefício Emergencial (BEm),programa que estipula que se o trabalhador que suspender o contrato ou reduzir a jornada de trabalho for despedido em troca de redução salarial, terá direito ao seguro-desemprego parcial.

Em contrapartida, o empregador não pode despedir o trabalhador dentro do prazo em que o trabalhador recebe o BEm após o fim da assistência.

Com informações da Agência Brasil

Veja Mais: Projeto obriga INSS a pagar pensão por morte em até 15 dias

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: