×

Beneficiários do Bolsa Família bloqueados em abril começam a receber após revisão minuciosa

Bolsa Família

Beneficiários do Bolsa Família bloqueados em abril começam a receber após revisão minuciosa

O Governo Federal está liberando os pagamentos do Bolsa Família para os beneficiários que tiveram o pagamento suspenso devido ao bloqueio do Cadastro Único (CadÚnico).

Aqueles que conseguiram realizar o recadastramento até o dia 14 de abril poderão receber as parcelas retidas e o pagamento do mês de maio.

As parcelas retidas já estão disponíveis para saque no aplicativo do Caixa Tem. O pagamento de maio seguirá o calendário escalonado, de acordo com o último dígito do NIS (Número de Identificação Social) do Responsável Familiar.

O pagamento será depositado na conta do Caixa Tem, a partir do dia 18 de maio, e finalizará no dia 31 do mesmo mês, quando os beneficiários com o NIS de final 0 deverão receber.

Confira o calendário completo de pagamento do mês de maio abaixo:

  • NIS de final 1: dia 18 de maio;
  • NIS de final 2: dia 19 de maio;
  • NIS de final 3: dia 22 de maio (antecipado para o sábado 20);
  • NIS de final 4: dia 23 de maio;
  • NIS de final 5: dia 24 de maio;
  • NIS de final 6: dia 25 de maio;
  • NIS de final 7: dia 26 de maio;
  • NIS de final 8: dia 29 de maio (antecipado para o sábado 27);
  • NIS de final 9: dia 30 de maio;
  • NIS de final 0: dia 31 de maio.

De acordo com a regra de antecipação, os beneficiários com o NIS de final 3 e 8 terão seus pagamentos adiantados.

Dessa forma, aqueles que recebem na segunda-feira poderão movimentar o dinheiro usando o aplicativo do Caixa Tem (disponível para Android e iOS) a partir do sábado imediatamente anterior à data oficial de repasse.

Assim, os beneficiários com o NIS de final 3 poderão utilizar a função PIX do app a partir do dia 20 de maio, enquanto os segurados com o NIS de final 8 poderão usar a mesma função a partir do dia 27 de maio.

Para aqueles que preferem sacar o pagamento, é possível realizar o saque na data oficial disponível no calendário de pagamento.

Nesse caso, é necessário ir a uma agência da Caixa Econômica, Casa Lotérica ou ponto de autoatendimento portando o cartão do benefício. Também é possível realizar o saque usando o Cartão Cidadão da Caixa.

Governo aprova novo benefício para gestantes que atendam a estes critérios

Como fazer o recadastramento

O beneficiário que for bloqueado tem um prazo de 60 dias, a partir do bloqueio, para atualizar seus dados em um ponto de atendimento do Cadastro Único.

O prazo para desbloqueio varia de 15 a 45 dias e aqueles que realizarem o recadastramento entre os dias 15 de abril e 19 de maio só poderão receber o benefício em junho.

Caso o beneficiário não compareça ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) dentro do prazo estabelecido, será desligado do Cadastro Único e perderá o acesso aos programas sociais disponibilizados pelo banco de dados, incluindo o Bolsa Família, que é um dos principais programas assistenciais oferecidos pelo Cadastro Único.

Novos bloqueios em maio?

O Governo Federal aprovou uma portaria que suspende os bloqueios do Cadastro Único entre maio e junho, permitindo que os beneficiários do Bolsa Família e outros programas sociais recebam o benefício sem interrupção.

Estima-se que nenhum beneficiário seja bloqueado nos próximos 60 dias.

No entanto, é importante ressaltar que o pente-fino deve retornar em julho, com novos bloqueios. De acordo com o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, existem cerca de 5,5 milhões de cadastros irregulares e beneficiários que continuam recebendo o Bolsa Família sem necessidade.

Até maio, aproximadamente 2,7 milhões de brasileiros tiveram o Cadastro Único bloqueado e precisam passar pela averiguação cadastral.

Para verificar todos os cadastros suspeitos, o governo deve continuar com o pente-fino até dezembro deste ano.