Como fica o Bolsa Família no Caixa Tem com as Novas regras do Pix

Mudanças no sistema de transferência do Pix anunciadas pelo Banco Central (BC) no início de dezembro entram em vigor nesta segunda-feira. Veja como as mudanças afetarão o Caixa Tem, por meio do qual os beneficiários do Bolsa Família recebem atendimento.

O BC anunciou diversas mudanças visando um melhor funcionamento do Pix, inclusive a retirada do limite de valor por transação. Uma série de novos recursos não deve afetar a experiência geral de transferência, com mudanças sutis destinadas a tornar o serviço mais fácil de usar. A novidade já pode ser acompanhada pelo Caixa Tem que tem a modalidade Pix, comunicada aos usuários.

Novas regras do Pix no Caixa Tem

A primeira novidade do Pix é o fim do limite de transações, que até agora era de R$ 1.000. Agora haverá apenas um limite de período, dividido em dia e noite, que também recebeu atualizações.

Os usuários poderão especificar o horário de início e término do período noturno. Por padrão, o período começa às 20h e termina às 06h, mas agora o banco pode permitir flexibilidade de horário.

Após o lançamento no final de 2020, o Pix recebeu constantes atualizações como a modalidade Pix saque e Pix Troco, que permite ao usuário sacar dinheiro físico em pontos de venda.

A partir desta segunda-feira, o limite de saque nas modalidades aumentou de R$ 500 para R$ 3.000 durante o dia e de R$ 100 para R$ 1.000 à noite.

O Bolsa Família, depositado na conta Caixa Tem do beneficiário, pode ser utilizado de diversas formas no aplicativo disponível na Play Store para dispositivos Android e na App Store para dispositivos iOS. Uma das formas é o Pix, então agora as oportunidades são maiores para os 21,6 milhões de brasileiros que recebem uma parcela todo mês.
O PIX foi lançado pelo Banco Central do Brasil em 2020. Esse sistema permite que pessoas físicas e jurídicas façam pagamentos eletrônicos instantâneos 24 horas por dia, 7 dias por semana, usando um identificador exclusivo, como um número de telefone celular ou endereço de e-mail, em vez de um número de conta bancária.
Caso queira fazer uma transferência usando o PIX, você precisará ter uma conta habilitada para o PIX em um banco ou instituição financeira participante e acesso ao sistema PIX.
%d blogueiros gostam disto: