×

Diminuição no número de famílias beneficiadas pelo Vale-Gás

Vale-Gás Auxílio Gás

Diminuição no número de famílias beneficiadas pelo Vale-Gás

Auxílio Gás

Número de famílias beneficiadas pelo Vale-Gás diminui

O programa Vale-Gás, criado durante a gestão de Jair Messias Bolsonaro, tem apresentado uma diminuição no número de famílias beneficiadas.

No mês de dezembro, cerca de 100 mil segurados que receberam o benefício em outubro foram cortados. Essa redução se deve à identificação de fraudes nos registros, ou seja, pessoas que não tinham direito ao benefício estavam recebendo.

Requisitos para receber o Vale-Gás em dezembro

Assim como no Bolsa Família, não há um canal direto de inscrição para receber o Vale-Gás. Os interessados devem se inscrever no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e manter seus dados atualizados.

Para ser elegível ao benefício, é necessário possuir registro ativo no CadÚnico e ter renda mensal familiar de, no máximo, meio salário mínimo (R$ 660) por pessoa.

O Vale Gás é um benefício do governo federal destinado a famílias de baixa renda, com o objetivo de auxiliar no pagamento do gás de cozinha. O benefício é pago a cada dois meses, no valor de meio botijão de gás de 13kg.

Todos os beneficiários do Bolsa Família têm direito ao Vale Gás, mas nem todos recebem o benefício. Isso ocorre porque o governo federal possui um orçamento limitado para o programa, e por isso, é necessário selecionar as famílias que mais precisam do benefício.

Para selecionar as famílias que receberão o Vale Gás, o governo federal utiliza o critério de renda per capita. As famílias com renda per capita mensal de até meio salário mínimo são elegíveis ao benefício.

Além da renda per capita, o governo federal também considera outros critérios para selecionar as famílias que receberão o Vale Gás, como:

  • A quantidade de pessoas na família;
  • A presença de gestantes, nutrizes, crianças e adolescentes;
  • A presença de pessoas com deficiência.

As famílias que forem selecionadas para receber o Vale Gás recebem o benefício no mesmo calendário de pagamento do Bolsa Família, de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) do responsável familiar.

Portanto, a razão pela qual o Vale Gás não é pago a todos os beneficiários do Bolsa Família é que o governo federal possui um orçamento limitado para o programa, e por isso, é necessário selecionar as famílias que mais precisam do benefício.

Canais para consultar a situação do benefício

Para saber se você está na lista de 100 mil famílias excluídas do Vale-Gás, é possível fazer uma consulta online. Confira os canais disponíveis:

  • 1. Aplicativo do Bolsa Família (disponível para Android e iOS), informando o número do CPF;
  • 2. Aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS), na guia “Consultar saldo”;
  • 3. Aplicativo Meu CadÚnico (disponível para Android e iOS);
  • 4. Central de Atendimento da Caixa Econômica Federal, pelo número 111;
  • 5. Ligando para o MDS, discando 121.

Datas de pagamento do Vale-Gás em dezembro

O Vale-Gás é pago junto com a parcela concedida pelo Bolsa Família. O montante é depositado no aplicativo Caixa Tem. Confira as datas de pagamento de acordo com o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) de cada beneficiário:

  • NIS final 1: 11 de dezembro (pago);
  • NIS final 2: 12 de dezembro (pago);
  • NIS final 3: 13 de dezembro (pago);
  • NIS final 4: 14 de dezembro;
  • NIS final 5: 15 de dezembro;
  • NIS final 6: 18 de dezembro;
  • NIS final 7: 19 de dezembro;
  • NIS final 8: 20 de dezembro;
  • NIS final 9: 21 de dezembro;
  • NIS final 0: 22 de dezembro.

Para receber o Bolsa Família em 2024, é necessário atender aos seguintes requisitos:

  • Renda mensal per capita de até R$ 218,00. A renda per capita é calculada dividindo-se a renda total da família pelo número de pessoas que a compõem.
  • Estar cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). O CadÚnico é um registro que reúne informações sobre as famílias brasileiras de baixa renda.
  • Comprovar frequência escolar das crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. As crianças e adolescentes de 6 a 17 anos devem estar matriculados na escola e frequentando as aulas regularmente.
  • Realizar acompanhamento de saúde de crianças e gestantes. As crianças de 0 a 6 anos e as gestantes devem ser acompanhadas pela rede de saúde pública.

Além desses requisitos, a família também deve cumprir com as regras estabelecidas pelo programa. Essas regras incluem:

  • Manter os dados atualizados no CadÚnico. As famílias devem informar ao governo qualquer alteração nos seus dados pessoais ou familiares.
  • Participar de ações e programas de assistência social. As famílias podem ser convidadas a participar de ações e programas de assistência social, como cursos profissionalizantes, atividades culturais e esportivas.

Os benefícios do Bolsa Família são pagos mensalmente por meio da Caixa Econômica Federal. O valor do benefício varia de acordo com a composição familiar e a renda per capita.

Para se inscrever no Bolsa Família, a família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da sua cidade. O CRAS é uma unidade pública que oferece serviços de assistência social às famílias em situação de vulnerabilidade social.

A inscrição no Bolsa Família é gratuita e não é necessário pagar nenhum valor para participar do programa.

Deixe uma resposta