×

Entenda a Mensagem do Cadastro Único que Preocupa Beneficiários do Bolsa Família

Bolsa Família

Entenda a Mensagem do Cadastro Único que Preocupa Beneficiários do Bolsa Família

No dia 3 de fevereiro de 2024, milhões de beneficiários do Bolsa Família foram surpreendidos ao abrir o aplicativo do Cadastro Único. Uma nova mensagem gerou preocupação e dúvidas sobre o futuro do benefício.

Neste artigo, vamos esclarecer os detalhes dessa mensagem, quem deve se preocupar e como proceder diante dessa situação.

A Mensagem do Cadastro Único:

No aplicativo do Cadastro Único, muitos beneficiários se depararam com uma mensagem indicando “averiguação cadastral 2024”. O alerta gerou apreensão, levando as pessoas a buscarem informações sobre possíveis bloqueios no Bolsa Família.

Quem Deve se Preocupar:
A mensagem é direcionada principalmente aos beneficiários do Bolsa Família que moram sozinhos, ou seja, são considerados famílias unipessoais.

Se você recebeu essa mensagem, é importante prestar atenção aos detalhes para evitar complicações com o benefício.

Detalhando a Mensagem:
A mensagem destaca que a família está em averiguação cadastral devido a indícios de informações não informadas corretamente. O responsável familiar deve atualizar os dados até 15 de março de 2024 no CRAS ou no setor responsável pelo Cadastro Único da cidade para evitar o cancelamento do Bolsa Família.

Pontos Importantes:

  • A atualização é necessária para evitar o bloqueio ou cancelamento do benefício.
  • Quem deve se preocupar são as famílias unipessoais que receberam a mensagem.
  • A apresentação de documentos, como CPF, documento com foto e comprovante de residência, é essencial para a atualização.

Quem não Deve se Preocupar:
Se o Cadastro Único da família foi atualizado após 16 de dezembro de 2023, a mensagem pode ser ignorada. Beneficiários que já realizaram a atualização não precisam se preocupar com a mensagem, mesmo que ela tenha sido recebida.

Repercussões e Soluções:
Famílias com dados inconsistentes podem ser impedidas de ingressar em programas sociais do governo federal. O bloqueio ou cancelamento de benefícios é uma possível repercussão.

A solução é a atualização do registro junto à rede de atendimento municipal, com entrevistas realizadas em domicílio quando necessário.

Diante da mensagem do Cadastro Único, é fundamental compreender os detalhes e agir de acordo com as instruções. Quem recebeu a mensagem e se enquadra nas condições mencionadas deve procurar o CRAS para evitar complicações futuras.

Fique atento aos prazos e documentação necessária para garantir a continuidade do Bolsa Família. Lembre-se, a informação é a melhor aliada para enfrentar essas situações e garantir a segurança financeira de sua família.

Para receber o Bolsa Família em 2024, é necessário atender aos seguintes requisitos:

  • Renda mensal per capita de até R$ 218,00. A renda per capita é calculada dividindo-se a renda total da família pelo número de pessoas que a compõem.
  • Estar cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). O CadÚnico é um registro que reúne informações sobre as famílias brasileiras de baixa renda.
  • Comprovar frequência escolar das crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. As crianças e adolescentes de 6 a 17 anos devem estar matriculados na escola e frequentando as aulas regularmente.
  • Realizar acompanhamento de saúde de crianças e gestantes. As crianças de 0 a 6 anos e as gestantes devem ser acompanhadas pela rede de saúde pública.

Além desses requisitos, a família também deve cumprir com as regras estabelecidas pelo programa. Essas regras incluem:

  • Manter os dados atualizados no CadÚnico. As famílias devem informar ao governo qualquer alteração nos seus dados pessoais ou familiares.
  • Participar de ações e programas de assistência social. As famílias podem ser convidadas a participar de ações e programas de assistência social, como cursos profissionalizantes, atividades culturais e esportivas.

Os benefícios do Bolsa Família são pagos mensalmente por meio da Caixa Econômica Federal. O valor do benefício varia de acordo com a composição familiar e a renda per capita.

Para se inscrever no Bolsa Família, a família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da sua cidade. O CRAS é uma unidade pública que oferece serviços de assistência social às famílias em situação de vulnerabilidade social.

A inscrição no Bolsa Família é gratuita e não é necessário pagar nenhum valor para participar do programa.

O pagamento do Bolsa Família em 2024 é creditado na conta Caixa Tem nos últimos 10 dias úteis de cada mês, de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS) do responsável familiar.

Veja o calendário de pagamentos de fevereiro:

O calendário do Bolsa Família de fevereiro de 2024 foi divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento Social em 26 de dezembro de 2023.

Os pagamentos começam no dia 16 de fevereiro e seguem até o dia 29, de forma escalonada, de acordo com o dígito final do Número de Identificação Social (NIS) das famílias beneficiárias.

A seguir, o calendário completo:

Data NIS final
16/02 1
19/02 2
20/02 3
21/02 4
22/02 5
23/02 6
24/02 7
25/02 8
26/02 9
27/02 0

O valor do benefício é de R$ 600 para todas as famílias beneficiárias, com acréscimos de R$ 150 para famílias com crianças de até 6 anos, R$ 50 para famílias com gestantes e R$ 50 para famílias com crianças de 7 a 17 anos ou recém-nascidos de até 6 meses.

Para consultar as datas de pagamento do Bolsa Família, as famílias beneficiárias podem acessar o aplicativo do programa ou entrar em contato com a Caixa Econômica Federal.

Deixe uma resposta