×

Nova revisão cadastral do Bolsa Família em abril

Bolsa Família

Nova revisão cadastral do Bolsa Família em abril

O Governo está realizando uma revisão cadastral do Bolsa Família com o objetivo de identificar e remover do programa aqueles que estão recebendo o benefício de forma irregular, ou seja, que não atendem a todos os requisitos necessários.

Essa revisão tem gerado muitas dúvidas entre os beneficiários, que se perguntam quando devem realizar a atualização do cadastro para não perder o benefício.

Mais de 4 milhões de beneficiários tiveram o pagamento do Bolsa Família bloqueado, cancelado ou suspenso

Devido à revisão dos cadastros, mais de 4 milhões de beneficiários tiveram o pagamento do Bolsa Família bloqueado, cancelado ou suspenso nos últimos meses.

A verificação de inconsistências na composição familiar resultou no bloqueio desses benefícios. Recentemente, o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, concedeu uma entrevista em que falou sobre esses procedimentos.

Ele afirmou que em março as pendências daqueles que realizaram a atualização corretamente e que se enquadram dentro das regras estabelecidas foram retiradas do cadastro único.

Quem teve o benefício bloqueado terá a chance de voltar a receber, desde que esteja devidamente inscrito no cadastro único e com os dados atualizados.

A importância da atualização do cadastro único para receber o Bolsa Família

É essencial que os beneficiários do Bolsa Família tenham o cadastro único atualizado para garantir a continuidade do benefício.

Beneficiários com cadastro irregular ou desatualizado correm o risco de ter os seus benefícios bloqueados.

Mas quando é necessário realizar a atualização?

Como consultar a situação do benefício e saber se é necessário atualizar o cadastro

O aplicativo oficial do programa de transferência de renda tem alertado os beneficiários sobre a situação do benefício.

Portanto, se você tem dúvidas sobre a atualização do seu cadastro, acompanhe-me que eu vou ensinar como realizar esta consulta.

O aplicativo do cadastro único é bastante fácil de usar para verificar se você precisa ou não atualizar os seus dados.

Ele utiliza um código de cores (verde ou vermelho) indicando a situação do seu cadastro.

Para verificar se é necessário atualizar os seus dados no sistema, siga os seguintes passos:

  1. Acesse o aplicativo do cadastro único em seu celular.
  2. Faça o login utilizando o CPF e a senha cadastrada neste Portal.
  3. Em seguida, clique em “Consulta Simples” ou em “Consulta Completa”.

Se ao clicar em “Consulta Simples” o quadrado estiver verde, significa que o cadastro da sua família está atualizado e você não precisa se preocupar.

Neste caso específico, a família realizou a última atualização no dia 27 de março de 2023. O aplicativo emite a seguinte mensagem: “Parabéns!

O cadastro da sua família está atualizado, portanto não há motivo para se preocupar, a menos que você descumpra algum dos requisitos estabelecidos pelo governo.”

Mas para os beneficiários que ao consultarem a situação do benefício recebem uma notificação em vermelho, é necessário atualizar o cadastro o mais rápido possível, pois os dados estão desatualizados no sistema do governo.

Isso resultará no bloqueio do benefício. Por exemplo, se a última atualização foi feita em 8 de agosto de 2022, o governo emite a seguinte mensagem: “Atenção! O cadastro de sua família é formado por apenas uma pessoa, ou seja, é um cadastro unipessoal. Isso possivelmente é um erro. Clique aqui para obter mais informações.”

Como realizar a atualização do cadastro

Para realizar a atualização dos dados, os beneficiários que tiveram o benefício bloqueado nos últimos meses devem comparecer aos postos de atendimento do CRAS o quanto antes.

Os documentos necessários para realizar a atualização são: CPF, título de eleitor e comprovante de residência atualizado de todos os integrantes da família.

Se o beneficiário cumprir com todos os requisitos do programa Bolsa Família, o benefício será restabelecido, incluindo as parcelas retroativas que foram suspensas nos meses anteriores.

Portanto, se você é beneficiário do Bolsa Família, verifique regularmente a situação do seu cadastro por meio do aplicativo do cadastro único e tome as medidas necessárias caso seja solicitada a atualização dos dados.

Essas medidas incluem comparecer aos postos de atendimento do CRAS dentro do prazo estabelecido, com os documentos necessários em mãos, para garantir que o seu cadastro esteja atualizado e que você continue recebendo o benefício.

Lembre-se de que este não é o fim da revisão cadastral e que novos bloqueios vão sim acontecer. Este processo vai decorrer até dezembro deste ano.

Portanto, esteja atento à situação de seu benefício e, caso necessite de atualizações, vá o quanto antes realizar este processo.

Entendido? Agora você tem todas as informações necessárias para entender o processo de revisão cadastral do Bolsa Família e saber quando e como atualizar o seu cadastro.

O pagamento do Bolsa Família é creditado na conta Caixa Tem nos últimos 10 dias úteis de cada mês, de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS) do responsável familiar.

Para receber o Bolsa Família em 2024, é necessário atender aos seguintes requisitos:

  • Renda mensal per capita de até R$ 218,00. A renda per capita é calculada dividindo-se a renda total da família pelo número de pessoas que a compõem.
  • Estar cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). O CadÚnico é um registro que reúne informações sobre as famílias brasileiras de baixa renda.
  • Comprovar frequência escolar das crianças e adolescentes de 6 a 17 anos. As crianças e adolescentes de 6 a 17 anos devem estar matriculados na escola e frequentando as aulas regularmente.
  • Realizar acompanhamento de saúde de crianças e gestantes. As crianças de 0 a 6 anos e as gestantes devem ser acompanhadas pela rede de saúde pública.

Além desses requisitos, a família também deve cumprir com as regras estabelecidas pelo programa.

Essas regras incluem:

  • Manter os dados atualizados no CadÚnico. As famílias devem informar ao governo qualquer alteração nos seus dados pessoais ou familiares.
  • Participar de ações e programas de assistência social. As famílias podem ser convidadas a participar de ações e programas de assistência social, como cursos profissionalizantes, atividades culturais e esportivas.

Os benefícios do Bolsa Família são pagos mensalmente por meio da Caixa Econômica Federal. O valor do benefício varia de acordo com a composição familiar e a renda per capita.

Para se inscrever no Bolsa Família, a família deve procurar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da sua cidade. O CRAS é uma unidade pública que oferece serviços de assistência social às famílias em situação de vulnerabilidade social.

A inscrição no Bolsa Família é gratuita e não é necessário pagar nenhum valor para participar do programa.

Deixe uma resposta