×

Pagamento Extra do Bolsa Família: Saiba Como Receber em 2024

Crédito Consignado

Pagamento Extra do Bolsa Família: Saiba Como Receber em 2024

O programa Bolsa Família, relançado em 2023, oferece diversos benefícios para famílias em situação de vulnerabilidade social. Além do valor base de R$ 600,00, existem diferentes tipos de pagamentos extras que podem aumentar o valor final recebido.

Mas como fazer para receber esse pagamento extra? Quem tem direito a ele? Quais são as regras e os critérios? Neste artigo, vamos responder a essas e outras perguntas sobre o pagamento extra do Bolsa Família em 2024.

Acompanhe!

O que é o pagamento extra do Bolsa Família?

O pagamento extra do Bolsa Família, também chamado de Benefício Variável, é um valor adicional que pode ser pago às famílias beneficiárias do programa, além do valor regular do Bolsa Família.

Quem tem direito ao pagamento extra do Bolsa Família?

O pagamento extra do Bolsa Família, dividido em dois tipos, está disponível para diferentes grupos de beneficiários:

1. Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN):

  • Famílias com crianças de até 6 meses de idade.
  • Valor extra de R$ 50 por criança.
  • Sem limite de quantidade de crianças.

2. Benefício Variável Familiar (BV):

  • Famílias com gestantes, crianças e adolescentes de 7 a 18 anos incompletos.
  • Valor extra de R$ 50 por membro familiar.
  • Limitado a um benefício por família.

Para ter direito ao pagamento extra, as famílias:

  • Devem estar inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e ter seus dados atualizados nos últimos 2 anos.
  • Precisam ter renda familiar mensal per capita igual ou inferior a R$ 210.
  • Não podem ter nenhum membro em outro programa de transferência de renda federal, como o Auxílio Brasil.

Para saber se você tem direito ao pagamento extra:

  • Consulte o aplicativo Caixa Tem.
  • Acesse o site do Ministério do Desenvolvimento Social
  • Ligue para o número 121.

Como consultar o valor do pagamento extra do Bolsa Família?

Existem diversas maneiras de consultar o valor do pagamento extra do Bolsa Família:

Aplicativo Caixa Tem:

  1. Acesse o aplicativo Caixa Tem em seu celular;
  2. Faça login com seu CPF e senha;
  3. Na tela inicial, procure a seção “Bolsa Família”;
  4. Clique em “Saldo e Extrato”;
  5. O valor do seu benefício, incluindo o pagamento extra, estará disponível na tela.

Site do Ministério do Ministério do Desenvolvimento Social:

  1. Acesse o site do Ministério do Desenvolvimento Social
  2. Clique em “Bolsa Família”;
  3. Em seguida, clique em “Consultar Saldo”;
  4. Digite seu CPF e senha;
  5. O valor do seu benefício, incluindo o pagamento extra, estará disponível na tela.

Ligue para a Caixa Econômica Federal:

  1. Ligue para o número 4004-0104 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 104 0104 (demais regiões);
  2. Informe o seu CPF;
  3. Siga as instruções do menu para consultar o saldo do seu benefício.

Atendimento presencial:

  1. Vá até uma agência da Caixa Econômica Federal;
  2. Pegue uma senha para atendimento;
  3. Informe ao atendente que deseja consultar o saldo do seu benefício do Bolsa Família;
  4. O atendente fornecerá o valor do seu benefício, incluindo o pagamento extra.

Outras informações:

  • O pagamento extra do Bolsa Família é de R$ 50 por criança ou adolescente de até 18 anos, gestante e mãe que amamenta.
  • O pagamento extra é feito junto com o valor regular do benefício.
  • O pagamento extra começou a ser pago em dezembro de 2022 e vai até dezembro de 2023.

Como sacar o pagamento extra do Bolsa Família?

O pagamento extra do Bolsa Família, também conhecido como Benefício Variável Familiar Nutriz (BVN), pode ser sacado de diversas maneiras:

1. App Caixa Tem:

  • O método mais prático e recomendado é usar o aplicativo Caixa Tem.
  • Baixe o app na Google Play Store ou App Store.
  • Acesse o app com seu CPF e senha.
  • Na tela inicial, você verá o valor do BVN disponível.
  • Clique em “Saque” e siga as instruções.
  • Você pode sacar o dinheiro em qualquer caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal ou em casas lotéricas.

2. Cartão do Bolsa Família:

  • Se você não tem o app Caixa Tem, pode sacar o dinheiro com o cartão do Bolsa Família em:
    • Caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal;
    • Terminais de autoatendimento da Caixa;
    • Casas lotéricas;
    • Agências da Caixa (apenas em último caso).

3. Correspondentes Caixa Aqui:

  • Você também pode sacar o BVN em Correspondentes Caixa Aqui, que são pontos de atendimento da Caixa em estabelecimentos comerciais.
  • Para encontrar um Correspondente Caixa Aqui perto de você, acesse o site da Caixa: <URL inválido removido>

4. Agências da Caixa:

  • Em último caso, você pode sacar o BVN em uma agência da Caixa Econômica Federal.
  • Tenha em mãos o seu cartão do Bolsa Família e um documento de identidade com foto.

Nova Metodologia de Cálculo do Bolsa Família Eleva Benefícios para Mais de R$ 1.000

Recentemente, o Programa Bolsa Família divulgou um plano para aumentar os montantes dos benefícios concedidos, ultrapassando a cifra de R$ 1.000 por família.

Essa medida faz parte das ações adotadas pelo governo brasileiro para enfrentar a pobreza e fomentar a inclusão social.

Com essa revisão, o programa busca atender às demandas em crescimento decorrentes da inflação e do encarecimento do custo de vida.

O novo método de cálculo leva em conta a composição familiar dos beneficiários, possibilitando que cada núcleo familiar receba mais de R$ 1.000 por mês, conforme o número de dependentes.

As seguintes modificações foram estipuladas: R$ 150 para cada criança de 0 a 6 anos; R$ 50 para cada adolescente de 7 a 17 anos; R$ 50 para gestantes; R$ 102 para todos os inscritos no Auxílio Gás.

Essa atualização na metodologia do programa tem como propósito garantir que as famílias em situação de vulnerabilidade consigam suprir suas necessidades básicas.

Quais são as vantagens do pagamento extra do Bolsa Família?

As vantagens do pagamento extra do Bolsa Família são diversas e impactam diretamente a vida das famílias beneficiadas, tanto em curto quanto em longo prazo.

No curto prazo:

  • Aumento da renda familiar: O valor extra, mesmo que não seja significativo, contribui para o orçamento familiar, permitindo a compra de alimentos, itens de higiene, medicamentos e outros bens essenciais. Isso ajuda a reduzir a insegurança alimentar e melhorar a qualidade de vida das famílias.
  • Redução da pobreza: O pagamento extra ajuda a reduzir a pobreza extrema e a desigualdade social, especialmente entre as famílias com crianças e adolescentes.
  • Estímulo à economia local: O aumento da renda familiar impulsiona o consumo local, aquecendo a economia e gerando renda para os pequenos negócios.

No longo prazo:

  • Melhoria da nutrição: O pagamento extra pode ser usado para comprar alimentos mais nutritivos, contribuindo para a saúde e o desenvolvimento das crianças.
  • Aumento da frequência escolar: Com menos preocupações com a renda familiar, as famílias podem ter mais condições de manter seus filhos na escola, aumentando o tempo de estudo e as chances de sucesso futuro.
  • Melhoria da saúde: O acesso a uma alimentação mais nutritiva e a melhores condições de vida contribui para a saúde geral das famílias, reduzindo a incidência de doenças e promovendo o bem-estar.
  • Redução da criminalidade: Estudos comprovam que a redução da pobreza e o aumento da educação contribuem para a redução da criminalidade.

Outras vantagens:

  • Autonomia das famílias: O pagamento extra do Bolsa Família dá mais autonomia às famílias para administrar seus recursos e tomar decisões sobre como melhor utilizá-los.
  • Inclusão social: O programa Bolsa Família promove a inclusão social das famílias mais pobres, proporcionando acesso a serviços básicos como educação, saúde e assistência social.

É importante destacar que o pagamento extra do Bolsa Família é uma medida paliativa que deve ser complementada por outras políticas públicas:

  • Criação de empregos: A geração de empregos com renda decente é fundamental para que as famílias possam sair da pobreza de forma sustentável.
  • Melhoria da educação: O investimento em educação é essencial para que as crianças e os jovens tenham melhores oportunidades no futuro.
  • Ampliação do acesso à saúde: O acesso à saúde de qualidade é fundamental para o bem-estar das famílias.

O pagamento adicional do Bolsa Família é uma medida de grande importância que proporciona diversos benefícios às famílias, incluindo a facilitação do acesso ao crédito por parte dos bancos.

Bancos que facilitam a liberação de crédito pessoal para beneficiários do Bolsa Família:

1. Caixa Econômica Federal:

  • Crédito Consignado:
    • Taxas de juros a partir de 1,80% ao mês;
    • Margem consignável de até 35% do benefício;
    • Prazo de pagamento de até 72 meses;
    • Desconto das parcelas direto do benefício;
    • Não precisa de comprovação de renda.
  • Microcrédito Produtivo Orientado (MPO):
    • Empréstimo para investir no seu negócio;
    • Taxas de juros a partir de 1,65% ao mês;
    • Prazo de pagamento de até 48 meses;
    • Acompanhamento técnico e orientação para o seu negócio.

2. Banco do Nordeste:

  • CrediAmigo:
    • Empréstimo pessoal para qualquer finalidade;
    • Taxas de juros a partir de 2,75% ao mês;
    • Prazo de pagamento de até 60 meses;
    • Não precisa de comprovação de renda.

3. BNDES:

  • BNDES Finame Empreendedor:
    • Empréstimo para investir no seu negócio;
    • Taxas de juros a partir de 3,50% ao ano;
    • Prazo de pagamento de até 60 meses;
    • Financiamento de até R$ 200 mil.

4. Agibank:

  • Agibank Consignado:
    • Empréstimo consignado para qualquer finalidade;
    • Taxas de juros a partir de 2,00% ao mês;
    • Prazo de pagamento de até 72 meses;
    • Desconto das parcelas direto do benefício;
    • Não precisa de comprovação de renda.

5. Intermedium:

  • InterConsignado:
    • Empréstimo consignado para qualquer finalidade;
    • Taxas de juros a partir de 2,08% ao mês;
    • Prazo de pagamento de até 96 meses;
    • Desconto das parcelas direto do benefício;
    • Não precisa de comprovação de renda.

Observações:

  • As taxas de juros e prazos de pagamento podem variar de acordo com o banco, perfil do cliente e valor do empréstimo.
  • É importante comparar as ofertas antes de contratar um empréstimo.
  • É fundamental ter cuidado ao tomar empréstimos e só fazê-lo se realmente necessário.

Outras opções:

  • Caixa Tem:
    • Permite a antecipação de parcelas do Auxílio Brasil;
    • Empréstimo consignado com taxas de juros a partir de 1,80% ao mês.
  • Aplicativos de crédito:
    • Diversos aplicativos oferecem crédito pessoal para beneficiários do Bolsa Família;
    • É importante verificar a reputação do aplicativo antes de solicitar o empréstimo.

Lembre-se:

  • É importante ter cuidado ao tomar empréstimos e só fazê-lo se realmente necessário.
  • Antes de contratar um empréstimo, compare as ofertas de diferentes bancos e instituições financeiras.
  • Leia atentamente o contrato antes de assinar.
  • Tenha certeza de que você poderá pagar as parcelas do empréstimo em dia.

Sites úteis: