Renda Cidadã ou novo auxílio saem em 2021?

A Caixa Econômica Federal está concedendo nesta terça-feira, 29 anos, a última parcela do auxílio emergencial de R $ 600 ou R $ 300, completando o cronograma de pagamento do programa.

A medida foi lançada em abril deste ano para dar apoio aos trabalhadores autônomos e desempregados durante a pandemia do coronavírus, mas, até o momento, a medida não deu sinais de renovação em 2021.

De acordo com o Ministério da Cidadania, as ajudas emergenciais serão pagas no próximo ano apenas em casos decorrentes de contestações administrativas e decisões judiciais.

Embora o governo federal tenha descartado a possibilidade de um novo plano de expansão, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, reiterasse que o plano vai acabar realmente no final de 2020, os legisladores já formularam alguns planos e propuseram ampliar ainda mais a ajuda.

Renda Cidadão ou novo auxílio saem em 2021?

Conforme mencionado acima, o governo federal e sua equipe econômica confirmam que não pretendem estender a ajuda emergencial para além de 2020.

Inicialmente, a meta era lançar até janeiro de 2021 um novo programa social para substituir o Bolsa Família denominado Renda Brasil e rebatizado de Renda Cidadã. No entanto, os obstáculos da fonte de receita para financiar a medida sem ultrapassar o teto de despesas levaram à erosão do projeto.

Guedes, assim como o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que o Bolsa Família seria mantido, dada a falta de espaço fiscal para a construção de uma nova agenda social. O chefe do executivo também falou sobre “aumentar um pouquinho” o valor médio repassado às famílias pelo programa.

Além disso, Bolsonaro falou em “cartão vermelho”para qualquer um no governo que falasse sobre a Renda Brasil. Segundo o presidente, não se trata do programa social.

“Você deve ter ouvido há poucas semanas, um mês aproximadamente, que quem falar em Renda Brasil eu vou dar cartão vermelho. Não quero mais conversa. É Bolsa Família. São as pessoas necessitadas que precisam desse recurso que, em média está em R$ 190”, disse o presidente em entrevista à Band.

Referindo-se às novas ajudas, o atual governante e senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-EP) declarou que a possibilidade de um novo programa social, ou mesmo a retomada do auxilio emergencial, seria considerada pelo governo somente após o recesso parlamentar, neste caso a partir de fevereiro do próximo ano.

Veja Mais: O FGTS efetua pagamentos adicionais de até R $ 2.900; Veja se você tem o direito

%d blogueiros gostam disto: