×

Saiba por que o recebimento do 13º salario do INSS pode impactar positivamente suas finanças

Saiba por que o recebimento do 13º salario do INSS pode impactar positivamente suas finanças

O recebimento do 13º salário é um momento de grande expectativa para aposentados, pensionistas e segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Nos últimos anos, o governo federal tem antecipado a liberação das duas parcelas do benefício, por motivos diversos

Leia mais: Revisão do FGTS: saiba como está o placar no julgamento do STF

Agora, com a mudança de governo, muitas pessoas estão se perguntando se o 13º salário do INSS será antecipado novamente. Afinal, essa gratificação natalina é fundamental para reforçar o orçamento de milhões de aposentados, pensionistas e segurados.

De acordo com nota divulgada pelo Ministério da Previdência Social, ainda não há uma decisão tomada a respeito. A pasta informou que o governo federal está estudando a possibilidade de antecipar o pagamento do 13º salário do INSS para o primeiro semestre, mas nada está definido.

Dessa forma, resta aguardar para saber se as duas parcelas serão adiantadas novamente em 2023 ou se seguirão as datas originais, como nos anos anteriores.

Antecipação do 13º do INSS

Em julho de 2020, o ex-presidente Jair Bolsonaro tornou a antecipação do 13º salário do INSS automática, sem a necessidade de decreto presidencial. Assim, o processo de liberação das duas parcelas do benefício tornou-se mais ágil e prático.

Em 2021, o governo federal decidiu novamente antecipar o pagamento do 13º salário, que ocorreu entre maio e julho. A medida foi justificada pela necessidade de estimular a economia e minimizar os impactos da pandemia.

No ano passado, os recursos foram liberados ainda mais cedo, entre abril e junho, seguindo a mesma lógica de impulsionar o consumo. Com isso, muitos aposentados, pensionistas e segurados do INSS puderam contar com o dinheiro extra antes do previsto.

Calendário previsto

Caso o governo decida não antecipar o pagamento do 13º salário do INSS em 2023, as datas seguirão o calendário tradicional. Isso significa que a primeira parcela será paga em agosto e a segunda parcela em novembro. Confira abaixo as datas previstas de pagamento:

  • Primeira parcela: a partir de 25 de agosto de 2023
  • Segunda parcela: a partir de 24 de novembro de 2023

É importante ressaltar que essas datas são apenas previsões e podem sofrer alterações por parte do governo. Por isso, é fundamental ficar atento às informações oficiais divulgadas pelo Ministério da Previdência Social e pelo INSS.

Primeira parcela

Para quem ganha um salário mínimo:

  • Número de benefício com final 1 – 25 de agosto;
  • Número de benefício com final 2 – 28 de agosto;
  • Número de benefício com final 3 – 29 de agosto;
  • Número de benefício com final 4 – 30 de agosto;
  • Número de benefício com final 5 – 31 de agosto;
  • Número de benefício com final 6 – 1º de setembro;
  • Número de benefício com final 7 – 4 de setembro;
  • Número de benefício com final 8 – 5 de setembro;
  • Número de benefício com final 9 – 6 de setembro;
  • Número de benefício com final 0 – 8 de setembro.

Para quem ganha acima de um salário:

  • Número de benefício com final 1 e 6 – 1º de setembro;
  • Número de benefício com final 2 e 7 – 4 de setembro;
  • Número de benefício com final 3 e 8 – 5 de setembro;
  • Número de benefício com final 4 e 9 – 6 de setembro;
  • Número de benefício com final 5 e 0 – 8 de setembro.

Segunda parcela

Para quem ganha um salário mínimo:

  • Número de benefício com final 1 – 24 de novembro;
  • Número de benefício com final 2 – 27 de novembro;
  • Número de benefício com final 3 – 28 de novembro;
  • Número de benefício com final 4 – 29 de novembro;
  • Número de benefício com final 5 – 30 de novembro;
  • Número de benefício com final 6 – 1º de dezembro;
  • Número de benefício com final 7 – 4 de dezembro;
  • Número de benefício com final 8 – 5 de dezembro;
  • Número de benefício com final 9 – 6 de dezembro;
  • Número de benefício com final 0 – 7 de dezembro.

Para quem ganha acima de um salário:

  • Número de benefício com final 1 e 6 – 1º de dezembro;
  • Número de benefício com final 2 e 7 – 4 de dezembro;
  • Número de benefício com final 3 e 8 – 5 de dezembro;
  • Número de benefício com final 4 e 9 – 6 de dezembro;
  • Número de benefício com final 5 e 0 – 7 de dezembro.