Quem vai ter direito ao adicional

Quem vai ter direito ao adicional de 25% na Aposentadoria em 2022?

O adicional de 25% está previsto no artigo 45 da Lei nº 8.213/01, que garante os benefícios aos aposentados que, por invalidez, necessitem de auxílio de terceiros para realizar suas tarefas diárias.

Mesmo que a pensão do segurado seja superior ao teto do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), ele pode reivindicar o adicional de 25%. O valor adicionado é recalculado cada vez que a aposentadoria é reajustada, mas é reduzido pelo INSS com o falecimento do aposentado.

Se um aposentado com deficiência retornar ao trabalho, sua aposentadoria será automaticamente cancelada a partir da data de retorno.

Veja os casos em que o INSS vai conceder o adicional de 25% sem questionar:

cegueira completa;

perda de pelo menos nove dedos;

paralisia dos membros superiores ou inferiores;

perda de membros inferiores acima dos pés quando a prótese é impossível;

perda de uma mão e dois pés, embora uma prótese seja possível;

perda de membros superiores e inferiores quando a prótese é impossível;

mudança de habilidades mentais com graves distúrbios na vida orgânica e social;

uma doença que exige repouso constante no leito.

A deficiência mental também pode beneficiar de um aumento de 25% na pensão.

Nos casos em que o INSS não conceder o aumento de 25%, o pensionista poderá recorrer à Justiça para obter o direito.

Aposentadoria por Invalidez

O INSS a concede ao segurado que, por doença ou acidente, tenha perdido a possibilidade de retornar ao trabalho de forma definitiva e sem prognóstico de recuperação.

Leia mais:

Quando o segurado está incapacitado para o trabalho, recebe primeiro o subsídio de doença, sendo-lhe atribuída uma pensão caso se verifique a impossibilidade de recuperação e a impossibilidade de regressar ao trabalho.

 

%d blogueiros gostam disto: