VEJA quem será cadastrado no novo Auxílio emergencial 2021

O novo ciclo do auxilio emergencial está previsto para começar em março e não deve acontecer com pedidos como foi no ano passado. Com base na seleção de registrantes de  2020, o Ministério da Cidadania selecionará aqueles que são elegíveis para o pagamento.

A nova rodada esta prevista para os beneficiários inicialmente pertencente à classe mais baixa de pobreza, e outros critérios são semelhantes aos do ano passado. A novidade é que o pagamento em dobro para as mães chefes de família até agora é incogitável.

Com base nas informações já prestadas, serão excluídos: funcionários públicos, pessoas que recebem pensões de reforma ou invalidez, prestações sociais, seguro-desemprego ou em vínculo laboral ativo.

Graças a esse tipo de peneira feita pelo governo, o número de beneficiários em relação aos auxílios anteriores será reduzido para cerca de 40 milhões de pessoas atendidas. Desse valor estimado, 14 milhões estão incluídos no programa de distribuição de renda Bolsa Família.

Mais mudanças para o novo auxílio emergencial

Outras mudanças estão planejadas para este novo benefício. O valor do pagamento é fixado em R $ 250 e as parcelas são de três ou quatro meses. Valor e parcelas menores em relação a 2020.

A distribuição dos pagamentos no calendário pelo Ministério da Cidadania também pode sofrer alterações. A lógica do calendário anterior era baseada na ordem em que a assistência fosse solicitada. Com as mudanças deste ano, o novo cronograma também muda.

No entanto, a forma de pagamento não mudará. As parcelas ainda serão depositadas na caderneta de poupança social digital do Caixa Tem pela Caixa Econômica Federal. A plataforma pode ser baixada para dispositivos que executam sistemas operacionais Android ou iOs.

Para não ser descartado após o término do novo auxílio, o governo implantou o Caixa Tem para pagar as parcelas do plano social Bossa Família e do seguro DPVAT, que também são administrados pela Caixa.

Agora, o aplicativo também conta com outras novidades. O governo implementou o pagamento de outros benefícios, como o bolsa família, seguro DPVAT, FGTS emergencial, etc.

O acesso à plataforma é muito simples, basta utilizar o número do CPF e criar uma senha numérica de seis dígitos, não podendo em hipótese alguma compartilhar a senha com terceiros para evitar fraudes.

Veja Mais: FGTS digital confira o passo a passo de como fazer o saque

%d blogueiros gostam disto: